O peregrino da poesia vai a Fátima a pé

PorFórum

O peregrino da poesia vai a Fátima a pé

Em dezembro de 2020, escrevia-se no Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência de Guimarães a história de Manel de Alecrim, um peregrino da poesia que se refugiava nos versos para descrever tudo o que sentia. Agora quase um ano e meio depois, escreve-se sobre André Ferreira, o jovem que dá corpo a este pseudónimo e que está a preparar uma peregrinação a Fátima a pé.

Estes dias têm sido dedicados aos treinos de preparação para a peregrinação prevista realizar-se a partir do final de maio. A mãe vai acompanhá-lo, mas é o André quem dita os quilómetros que serão feitos por dia. “Vamos ao ritmo do André”, atira Fernanda Abreu.

O empenho e o compromisso de André Ferreira é notório porque a cada dia que passa soma quilómetros de preparação e vários locais de treino. Ora caminha ao pé de casa, ora no Parque da Cidade Desportivo ao pé das Pistas Gémeos Castro, ora nos passadiços junto à praia e, neste fim-de-semana passado marcou presença na caminhada concelhia de Famalicão.

Será um Caminho de Fátima por etapas, aos fins-de-semana e com previsão de acabar em julho. O Fórum Municipal vai acompanhar este desafio e torcer para que tudo corra bem e que a sensação da chegada seja motivo para Manel de Alecrim se inspirar para mais poesia.

Sobre o autor

Fórum administrator

O Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência é um órgão informal de debate, de consulta e informação que funciona com o apoio da Divisão da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães e que, em 2018, completa 15 anos de existência. Composto por representantes de associações e instituições públicas e privadas, pessoas com deficiência e respetivos representantes o Fórum assume como principais funções a promoção e organização de debates temáticos e de ações e projetos de interesse para as pessoas com deficiência, assim como a apresentação de propostas e sugestões dirigidas a este público. Podem fazer parte do Fórum associações e instituições públicas e privadas, com personalidade jurídica, pessoas com deficiência e seus representantes. Os membros devem ser registados.

Deixar uma resposta