Cristiana Marques conquista o terceiro lugar no campeonato regional de Bóccia – Zona Norte BC2

PorFórum

Cristiana Marques conquista o terceiro lugar no campeonato regional de Bóccia – Zona Norte BC2

Cristiana Marques, atleta da Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães, classificou-se em terceiro lugar no Campeonato Regional de Boccia – Zona Norte BC2 que se realizou a 29 de fevereiro e 01 de março, em Melgaço.

A prova, organizada pela Paralisia Cerebral Associação Nacional do Desporto (PCAND), pela Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência e pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, contou com a participação de cerca de 50 atletas de 12 clubes/instituições que procuravam alcançar o título regional para as categorias de Individuais BC1, BC2 (1.ª e 2.ª Divisões), BC4 e BC5 e o apuramento para o Campeonato Nacional Individual 2019-20, bem como as melhores posições no ranking nacional.

Na primeira volta, a atleta vimaranense não foi além da fase de grupos, mas nesta segunda volta, apesar de perder com Ana Correia do Sporting Clube de Espinho, conseguiu, nas meias-finais, bater o atleta Joaquim Soares do Sporting Clube de Braga por 4-2.

Na final, a atleta Ana Correia do Sporting de Espinho levou, novamente, a melhor, e venceu por 6-2, fazendo com que a atleta da APCG ficasse em terceiro lugar na classificação geral das duas voltas.

A atleta, em declarações ao Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência de Guimarães, explicou porque sentiu que a medalha conquistada sabia a ouro e “que a Fé é a melhor arma que se tem para se dar a volta por cima das contrariedades da vida”. “Não se pode dizer que a primeira volta terra corrido mal, como tinha subido de divisão, o objetivo era apenas ganhar um jogo e garantir a manutenção e depois subir gradualmente”, explicou Cristiana Marques.

Depois de uma primeira volta “a meio gás” por causa de problemas de saúde e por ter tido apenas duas semanas de treino, Cristiana Marques seguiu para a segunda volta, com  o mesmo objetivo, mas mais confiança porque “a cabeça já estava limpa”. “Só me foquei unicamente no campeonato. Soube a ouro depois de tudo o que me tinha acontecido: descobrir que tinha esclerose múltipla além da paralisia cerebral foi um balde de água fria”, admite Cristiana Marques.

Uma doença que se andava a manifestar desde setembro de 2018, mas não havia maneira dos médicos descobrirem o que a atleta vimaranense tinha. “Andava a sentir-me estranha, uns dias bem outros nem por isso e os médicos diziam que tinha que deixar o desporto e consultar um psiquiatra, que não tinha nada. E aquilo abalou-me muito”, revela.

Quando recebeu o diagnóstico, apesar de confessar que foi uma notícia difícil de digerir, mas ao mesmo tempo sentiu-se aliviada porque teve a certeza que não precisava de deixar de praticar desporto.

Contextualizada a recuperação na classificação, é altura de dizer que graças a este resultado a atleta conseguiu a qualificação para o campeonato nacional que se disputa nos dias 30 e 31 de Maio, em Espinho.

Sobre o autor

Fórum editor

O Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência é um órgão informal de debate, de consulta e informação que funciona com o apoio da Divisão da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães e que, em 2018, completa 15 anos de existência. Composto por representantes de associações e instituições públicas e privadas, pessoas com deficiência e respetivos representantes o Fórum assume como principais funções a promoção e organização de debates temáticos e de ações e projetos de interesse para as pessoas com deficiência, assim como a apresentação de propostas e sugestões dirigidas a este público. Podem fazer parte do Fórum associações e instituições públicas e privadas, com personalidade jurídica, pessoas com deficiência e seus representantes. Os membros devem ser registados.

Deixar uma resposta