O município continua aposta em formação em comunicação acessível e inclusiva

PorFórum

O município continua aposta em formação em comunicação acessível e inclusiva

A Câmara Municipal de Guimarães avança já no próximo mês com uma ação de formação sobre comunicação acessível e inclusiva dirigida aos seus colaboradores e às escolas do concelho.

A ação de formação “Desmistificar a deficiência: os desafios da comunicação” é, neste primeiro momento, dirigida a 120 trabalhadores do município que terão a oportunidade de desconstruir mitos e preconceitos e perceber a influência que a utilização dos conceitos adequados poderá ter nas mudanças necessárias à construção de uma sociedade mais inclusiva.

Além disso, este encontro é uma oportunidade de perceber o que se deve ter em conta na produção de conteúdos e documentos acessíveis, na apresentação da informação em sites e de saber quais as tecnologias usadas por pessoas com deficiência para comunicar.

Os participantes terão, também, a possibilidade de conhecer alguns aspetos relacionados com a comunicação acessível, como atender este público e como tornar os ambientes acessíveis.

Além das oito sessões para os colaboradores do município, estão previstas ainda 12 ações de formação, uma por agrupamento escolar, o que vai permitir que 180 participantes, entre eles, professores, auxiliares da ação educativa e outros técnicos tenham mais uma oportunidade de “desmistificar a deficiência”, e de refletir sobre “os desafios da comunicação” com pessoas com diversidade funcional.

Numa segunda fase, do total de 300 formandos serão selecionados 90 cuja atividade profissional se justifique para participar no nível II da ação de formação que incide na acessibilidade digital e no conhecimento de software gratuito e tecnologias de apoio que facilitem a comunicação de pessoas com diversidade funcional.

A Câmara Municipal de Guimarães, entendendo que o acesso à informação é um direito, com a aposta nesta formação quis proporcionar aos seus colaboradores e escolas a oportunidade para comunicarem cada vez melhor e chegarem a mais pessoas.

Esta iniciativa, que conta com o apoio do Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência de Guimarães, que também identificou a necessidade de capacitar as pessoas para comunicar com todos os públicos independentemente da sua condição funcional, é ministrada pelo Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media que gere a revista digital Plural&Singular.

Sobre o autor

Fórum editor

O Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência é um órgão informal de debate, de consulta e informação que funciona com o apoio da Divisão da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães e que, em 2018, completa 15 anos de existência. Composto por representantes de associações e instituições públicas e privadas, pessoas com deficiência e respetivos representantes o Fórum assume como principais funções a promoção e organização de debates temáticos e de ações e projetos de interesse para as pessoas com deficiência, assim como a apresentação de propostas e sugestões dirigidas a este público. Podem fazer parte do Fórum associações e instituições públicas e privadas, com personalidade jurídica, pessoas com deficiência e seus representantes. Os membros devem ser registados.

Deixar uma resposta